Fatos, Pensamento

A resposta da Lufthansa

18 junho, 2015 • By

A Lufthansa me respondeu.

Antes dela me responder havia algumas dúvidas na minha mente. Qual melhor estratégia para processar esta companhia que causou tanto desconforto para minha família.

Bom. Após ler sua resposta tomei a seguinte decisão. Não vou processá-la.

Porque eu estava certo. Lufthansa é uma companhia muito grande, e eu não estou a analisando por seu número de faturamento, de aeronaves ou números de funcionários, mas por suas ações.

Apenas 20 minutos depois de enviar minha carta, já constava em meu e-mail uma resposta. Em resumo, era um gerente da companhia assumindo o terrível erro que cometeram, todos procedimentos adotados para minimizar o stress da minha cachorra e o ressarcimento de todo valor pago. Há, mas uma coisinha, perguntaram que tipo de coisa que a Molly mais gosta para eles enviarem de presente para a pequenininha.

Eu fiquei tocado por esta atitude. Não acho que sou ingênio, talvez eu seja, sei lá.

Acontece que você sendo um brasileiro é difícil não se sensibilizar com um feedback tão humano e rápido como este. Digo isto porque parece que somos um povo não somente surrado pela ineficácia de nosso governo, mas as próprias empresas privadas parecem usar seus inúmeros processos e o lento poder judiciário para atormentar ainda mais este povo.

Ai você é amparado como uma feedback deste tipo? De um povo que é considerado frio?

Não, não tem como um brasileiro não se sensibilizar com tal resposta.

Acho que o 7×1 ainda não terminou. A goleada alemã continua.